subsídio habitacional da caixa

Subsídio Habitacional da Caixa: 7 dúvidas sobre o que é e como funciona

O subsídio habitacional da Caixa é uma forma do governo federal ajudar pessoas a conquistarem sua casa própria.

O benefício, concedido principalmente para pessoas com rendas mais baixas, ajuda no financiamento do primeiro imóvel.

Ter sonhos é o que nos move na vida. Uns sonham com uma família grande, outros com sucesso profissional. Mas uma coisa é fato: seja qual for o seu sonho, ele com certeza começa embaixo de um teto.

Para quem não possui a casa própria, é possível recorrer ao subsídio habitacional da Caixa.

Sonhar com a casa própria é o primeiro desejo de quem inicia uma nova fase na vida. No entanto, alguns acabam encontrando mais obstáculos neste caminho de aquisição de um lar.

Programas de subsídio habitacional, como o Minha Casa Minha Vida, surgiram com o objetivo de facilitar a compra de um imóvel para aqueles que ainda não conseguiram realizar este sonho.

Portanto, se você faz parte deste grupo de sonhadores e não faz ideia de como dar o pontapé inicial para realizá-lo, fique atento às nossas dicas.

Entendendo sobre o Minha Casa Minha Vida

Provavelmente você já deve ter ouvido falar sobre o programa Minha Casa Minha Vida (MCMV). Mas você conhece de verdade como ele funciona?

O programa habitacional oferece subsídio financeiro para a compra de imóveis residenciais por famílias de baixa renda.

Por meio de parcerias com entidades, empresas e prefeituras, o Minha Casa Minha Vida proporciona descontos sobre taxas e juros de parcelamentos.

O que é subsídio habitacional da Caixa?

Promovido pelo Governo Federal, o subsídio nada mais é do que um desconto concedido às famílias de baixa renda sobre o valor total na compra de uma casa ou apartamento.

A quantia referente ao desconto, tem como finalidade diminuir o valor das parcelas de financiamento.

Para facilitar esta negociação, a Caixa Econômica Federal disponibiliza algumas opções. Cada faixa do Minha Casa Minha Vida possui um valor liberado para subsídios.

Ao procurar a construtora para fazer a simulação do financiamento, é possível verificar qual é o possível subsídio liberado para você.

Mas claro, você deve se encaixar nas condições do programa.

Como funciona o subsídio habitacional da Caixa?

A Caixa Econômica Federal se destaca como a maior e mais importante instituição de subsídios habitacionais no país. Além da boa referência, a Caixa possui a menor taxa de juros do mercado para financiamento de imóveis.

Outra vantagem em acionar a Caixa para o financiamento da sua casa é que o banco apresenta um simulador de valores em seu site.

Outro fator importante a respeito do subsídio habitacional da Caixa é a condição estabelecida para os imóveis. As casas ou apartamentos que serão adquiridos, precisam estar adequadas ao programa do banco.

Isso quer dizer que as propriedades devem ser utilizadas apenas para fins residenciais.

Para qualquer tipo de financiamento habitacional, a Caixa sempre realiza uma vistoria e avaliação do imóvel para ter certeza que ele poderá ser financiado.

Além de ser um protocolo do banco, as vistorias também representam uma segurança para o comprador, afinal você não quer adquirir uma casa possa gerar problemas futuros, certo?.

Quem tem direito ao subsídio do governo?

O primeiro critério para utilizar o subsídio governamental, é ser integrante de uma família que possui renda inferior a 7 salários mínimos. Além disso, para ter direito ao subsídio habitacional da Caixa, você precisará atender a alguns pré requisitos, como:

  • ser brasileiro ou naturalizado;
  • ter, no mínimo, 18 anos;
  • não possuir débitos com o governo federal;
  • possuir capacidade civil e de pagamento;
  • não dispor de imóveis financiados em seu nome;
  • utilizar o imóvel comprado apenas para sua moradia;
  • não ter sido beneficiado por nenhum outro programa habitacional do governo federal;
  • não estar cadastrado no Sistema Integrado de Administração de Carteiras Imobiliárias (Siaci) e/ou no Cadastro Nacional de Mutuários (Cadmut).

Se você preenche todas os requisitos para ter acesso ao subsídio habitacional da Caixa, saiba que o banco ainda dispõe de condições especiais para parcelamentos e descontos de acordo com sua renda mensal.

Subsídio habitacional da Caixa de acordo com a renda

O programa de habitação do governo federal dá preferência nas vantagens de parcelamento para o grupo de famílias com baixa renda.

Isso significa que quanto menor for sua renda mensal, maior será o benefício adquirido sobre multas e juros no financiamento. Sendo assim, o valor do subsídio oferecido não é o mesmo para todas as faixas de renda.

Para atender aos consumidores, o subsídio habitacional da Caixa estabelece quatro faixas de renda que podem ser contempladas pelo programa.

São elas:

  • Faixa 1: Destinada às famílias que possuem até R$ 1.600 de renda mensal. Para este grupo é oferecido o pagamento do valor do imóvel em até 120 prestações mensais de no máximo R$ 270. Para esta condição você ainda pode receber até 90% de desconto no preço total de sua casa ou AP.
  • Faixa 1,5: Destinada às famílias que possuem até R$ 2.600 de renda mensal. As vantagens para este grupo são o recebimento de até R$ 45.000 de subsídio e juros de 5% ao ano.
  • Faixa 2: Destinada às famílias que possuem até R$ 4.000 de renda mensal. Podem ter como benefício o subsídio de até R$ 27.500 com juros que variam de 5,5 a 7% ao ano.
  • Faixa 3: Destinada às famílias que possuem até R$ 7.000 de renda mensal. Neste grupo, o auxílio se dá por meio do financiamento com juros de 8,16% ao ano.

Vale ressaltar que caso você pertença a Faixa 1, ou seja, tem renda mensal de até R$ 1.600, o primeiro passo a ser dado é ir até uma entidade organizadora, como construtoras parceiras do programa, ou na prefeitura de sua cidade para realizar o cadastro.

Após seu cadastramento na prefeitura, sua família será avisada quando haverá um sorteio de casas e AP’S. Assim será o processo de assinatura de contrato e recebimento do financiamento.

Para as famílias que se enquadram nas demais faixas de renda, o trato deve ser feito a partir da entrega de todas as documentações exigidas no Caixa Aqui ou em uma agência da Caixa ou Banco do Brasil mais próxima a você. Depois da análise de seus documentos e aprovação, ocorre por fim a assinatura do contrato.

 Fazendo a simulação no site da Caixa

Se a sua prioridade é possuir um subsídio habitacional da Caixa, o simulador virtual do banco pode ser um bom começo para analisar qual a proposta mais adequadas às suas condições financeiras.

Logo de início avisamos que você vai precisar fornecer alguns dados pessoais ao site, como:

  • Número do CPF;
  • Telefone celular;
  • Valor de sua renda mensal bruta;
  • Data de nascimento do comprador.

Para fazer a simulação, também é necessário que você informe qual tipo de financiamento você deseja e qual o tipo de imóvel de sua preferência.

Bem como o valor estimado que você pretende pagar e a localização da casa ou AP a ser adquirido.

Com estas informações colhidas, o site irá gerar uma tabela contendo as melhores propostas para sua situação financeira.

Funciona assim: suponhamos que você tenha uma renda mensal bruta de R$ 1.500 e deseja comprar um AP no valor máximo de R$ 150.000, cuja quantia de prestação mensal é de R$450.

Neste caso, o site tem como resultado um valor de subsídio que chega a R$ 25.000! Nada mal, não é mesmo?

É importante destacar que quanto maior for a renda mensal de sua família, menor serão as vantagens e descontos nos subsídios habitais da Caixa. No entanto, não custa nada dar uma olhada no site para ver se o investimento vale a pena.

O subsídio habitacional da Caixa pode ser utilizado como entrada para o AP?

O subsídio tem a finalidade apenas para abater o valor do financiamento, portanto, não pode ser utilizado como entrada para o AP e nem para quaisquer outros fins.

Dessa maneira, a pessoa que foi beneficiada pelo subsídio não tem acesso ao dinheiro abatido.

Nesse sentido, vale lembrar que caso o sistema da Caixa verifique alguma fraude ou burla de regras, o usuário do benefício poderá ter que devolver o subsídio obtido.

O valor de entrada do imóvel, bem como outros gastos extras, são de inteira responsabilidade do comprador. Porém, é possível, em muitos casos, financiar a entrada do imóvel, principalmente se ele for comprado ainda na planta.

Quais são os documentos necessários para ter o subsídio habitacional?

Em muitas circunstâncias o atraso para a entrega da documentação exigida pela Caixa, pode ser decisiva para a aprovação ou recusa de um subsídio habitacional. Por isso, se você decidiu financiar sua casa ou AP pela Caixa, separe alguns documento pessoais.

Você precisará apresentar:

  • Carteira de Identidade (RG);
  • Cadastro de Pessoa Física (CPF);
  • CNH – Carteira Nacional de Habilitação;
  • Carteira de identificação profissional com foto (OAB, CREA etc.);
  • CTPS – Carteira de trabalho;
  • Comprovante de estado civil;
    • solteiros: certidão de nascimento
    • casados: certidão de casamento
    • separados ou divorciados: certidão de casamento averbada
  • Comprovante de renda (holerites);
  • Comprovante de residência atual;
  • Declaração de contribuição do imposto de renda.

Ainda assim é preciso ficar atento, pois a Caixa pode solicitar outras documentações referentes ao imóvel e a obra.

Porém, basta seguir as orientações do banco e dar um passo a mais na direção do sonho de adquirir seu imóvel.

Conclusão

Com a possibilidade de conseguir um subsídio habitacional da Caixa e, de quebra, ainda receber uma boa proposta de parcelamento, parece que a casa própria não precisa mais ficar só nos seus sonhos, não é mesmo?

Aproveite este benefício fornecido pelo governo federal e agarre a oportunidade de ter um lar para chamar de seu.

Confira também nosso artigo sobre como comprar um apartamento na planta de forma simples e sem errar na escolha!

programa minha casa minha vidaPowered by Rock Convert
COMPARTILHAR