Renegociar Dívidas

Renegociar dívidas: Aprenda a negociar contas para sair do negativo

Renegociar dívidas é essencial para ter uma vida financeira equilibrada. E também para aumentar o score do CPF, que é essencial para conseguir crédito nos bancos. Muitas pessoas acabam deixando as dívidas acumularem, que acabam virando uma bola de neve.

Essa situação é especialmente comum no início do ano. IPVA, IPTU, material escolar, contas como aluguel, luz e água. Muitas pessoas acabam recorrendo a empréstimos ou ao cartão de crédito para quitar essas dívidas. E com a dificuldade de quitar isto, acabam com o nome sujo.

Mas, é possível renegociar dívidas e sair do vermelho. Tem contas pendentes e está desesperado para quitá-las? Confira nossas dicas!

Como começar a renegociar suas dívidas

Logo de início, temos uma super dica para aquele grupinho dos desorganizados de plantão: organize suas finanças

Pegue aquele seu bloquinho velho e comece a listar todas suas dívidas em cartões de crédito, carnês, cheque especial, boletos, empréstimos e financiamentos. Acredite, colocar no papel todas suas contas atrasadas te ajudará muito.

Outro tipo de listagem que pode te auxiliar nos primeiros passos para a renegociação de dívidas, é uma lista contendo todos seus gastos mensais.

Enumerando um a um, você conseguirá analisar em quais pontos é possível fazer cortes no orçamento e economizar para limpar de vez o seu nome no SPC.

Mais uma dica bem bacana para este começo de organização do orçamento, é elaborar uma lista com possíveis meios de aumentar sua renda mensal.

Seja vendendo biscoitos, doces ou até mesmo tirando a poeira daquele objeto sem uso para vender, o ideal aqui é ser criativo. Aproveite e chame a família toda para entrar na onda do desapego com você.

6 passos para você renegociar dívidas:

Com tudo devidamente anotado em suas listas, fica muito mais fácil visualizar em que pé está a sua situação de endividamento. Além, é claro, fica mais simples de organizar sua vida financeira.

Agora, é hora de partir para a ação, e começar efetivamente a caminha para renegociar suas dívidas com os 6 passos que indicaremos a seguir.

Reestruturar o seu orçamento

O ponto de partida é a reestruturação do seu orçamento. De nada adianta negociar com o credor se você não revisou seus gastos mensais. Lembra das listas? Então, é neste ponto que elas podem ser uma mão na roda.

Além disso, vale reunir a família para uma conversa sobre contenção de gastos para que dívidas futuras sejam evitadas.

Separar uma parte da sua renda para pagar suas dívidas

Grande parte dos endividados enxerga a dívida como uma pedra no sapato e quer de imediato se livrar dela, e isso é normal,viu?.

No entanto, chamamos a atenção para que você tenha calma neste momento. Não comprometa toda a sua renda com o pagamento do débito. O ideal é que as dívidas não atinjam mais do que 30% do seu salário líquido.

Definir prioridades

Na hora de direcionar seus recursos para pagar dívidas é de suma importância ser estratégico e definir prioridades. Mas como fazer isso?.

O segredo é priorizar o pagamento das dívidas que envolvem bens de maior valor, como o caso de financiamento de casa ou carro. Isso porque, em casos de inadimplência, você poderá perdê-los para o banco como forma de garantia.

Ficar atento em relação ao prazo

Mais uma sugestão para você renegociar dívidas é ficar alerta em relação aos prazos de pagamentos. Engana-se quem pensa que quanto maior o prazo de pagamento, menor serão as taxas.

O recomendável é que você opte por prazos menores, mesmo que as taxas sejam um pouco mais altas. Pois isso evitará um montante de juros ainda maior ao longo do prazo de pagamento.

Considere possíveis imprevistos

Ter uma reserva financeira é fundamental já que não podemos controlar imprevistos, não é mesmo? Por isso, nossa dica é que você leve sempre em consideração possíveis gastos extras.

Como consertos no carro, na casa ou até mesmo doenças. Estar preparado para estes episódios, é decisivo para evitar que mais tarde sua dívida vire uma bola de neve.

Defina uma estratégia para renegociar e pagar suas dívidas

Antes de fechar um acordo de renegociação de dívidas, é necessário ser franco consigo mesmo e avaliar os prós e contras de sua situação financeira.

Comece fazendo alguns questionamentos, como:

  • Qual é o tamanho da minha dívida?
  • Quanto posso comprometer da minha renda mensal no pagamento?
  • Que tipo de proposta é mais eficaz para o meu caso?

Ter estas respostas é fundamental. E com as respostas das perguntas acima em mãos, você terá mais argumentos na hora de sentar com o credor para decidir qual o tipo de acordo se adequará a você.

Outra dica é não se acanhar perante os negociadores. Leve suas dúvidas anotadas no papel, juntamente com todos os documentos comprobatórios que possam ser úteis durante a negociação. Para que você fique seguro diante das inúmeras propostas que os credores irão oferecer.

Destacamos alguns pontos de atenção para te ajudar em sua escolha:

  • Nunca se comprometa com mais do que você possa pagar, e isso inclui o valor das parcelas e taxas de juros.
  • De imediato, pergunte aos credores se há descontos, em percentual, sobre o valor total da dívida.
  • Se possível, prefira pagamentos à vista. Grande parte dos credores oferecem descontos especiais para esta forma de pagamento.
  • Caso sua situação financeira não permita o pagamento à vista, avalie com atenção as formas de parcelamento e os juros embutidos à ele. Nesse sentido, você poderá optar por parcelas fixas ao mês, já que elas ajudam no controle de gastos destinados à quitação da dívida.
  • Antes de escolher um empréstimo para o pagamento da dívida, saiba quanto efetivamente ele te custará, quais são as condições de pagamento e juros.
  • Pergunte aos credores em quanto tempo, após a quitação da dívida, você terá sua situação regularizada no Serasa, bem como, sua carta de quitação.
  • Na dúvida, consulte o Código de Defesa do Consumidor ou recorra ao Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (PROCON) que tem agências de atendimento em todo o país.

Tudo anotado? Então, pronto! Agora você já pode bater o martelo e renegociar suas dívidas!

Onde renegociar essas dívidas?

Na correria do dia a dia, algumas pessoas deixam para depois a renegociação da dívida. Mas, é de suma importância que você procure o quanto antes as agências responsáveis.

Afinal, isso impede que os juros possam crescer ainda mais. No entanto, para quem não deseja sair do conforto do lar, também existem serviços online de renegociação de dívidas.

Pela internet

De maneira rápida e simples, alguns sites na internet prometem descomplicar a relação entre credores e devedores.

Esta opção pode ser muito confortável e prática para você se livrar de vez de suas dívidas. Para acessar ao sistema você deverá fazer um cadastro.

Em todos os sites são exigidos alguns documentos para o cadastro. Para isso, você precisará:

  • CPF;
  • Identidade;
  • Dados pessoais;
  • Endereço de e-mail ou telefone de contato;
  • Criar uma senha de acesso à plataforma.

Com o cadastro inicial pronto, o site gera automaticamente uma lista contendo todas as suas dívidas. Em seguida, você é direcionado para uma plataforma de propostas de negociações.

Basta selecionar a proposta que mais se adequará a sua realidade. Para que assim, o site possa gerar um boleto de pagamento conforme o acordo da sua escolha.

Mais um ponto positivo na utilização das plataformas online de renegociação de dívidas, é que, grande parte oferece descontos especiais.

No entanto, é importante pesquisar bem antes de decidir em qual site negociar, já que cada um tem um acordo específico de negociação com credores.

Para ajudar você nesta tarefa, selecionamos algumas plataformas. Fique tranquilo, os sites são totalmente seguros e 100% gratuitos. Eis algumas opções:

Serasa Limpa Nome

A empresa, criada pela Serasa Experian, possui a maior plataforma de dados sobre a situação de crédito dos consumidores.

No site, é possível negociar com mais de 200 empresas e bancos do país e ainda dispõe de uma lista contendo todas suas dívidas, mesmo que a empresa credora não seja parceira do Limpa Nome.

Consumidor Positivo

O site produzido pela Boa Vista, administradora do Serviço Central de Proteção ao Crédito (SPC). Este também possui uma vasta central de informações de crédito.

Assim como o Limpa Nome, nela você encontrará uma relação de todas as suas dívidas, assim como múltiplas opções de acordos e pagamentos.

BLU365

Serviço personalizado e sem constrangimentos, é isso que você irá encontrar no site BLU365. A plataforma envia emails para os endividados em um tom amigável e transparente, visando uma solução simples e eficaz ao consumidor.

O site tem como parceiros os cartões Credicard, Hipercard, Tricard e FortBrasil; os bancos Itaú Unibanco, Santander, Pan e Tribanco; as financeiras BV, Omni, Portocred e Sicredi; e a rede varejista Magazine Luiza.

Quero Quitar

Em apenas 10 minutos você consegue renegociar dívidas. É o que promete o site Quero Quitar. A plataforma ainda oferece acordos com até 80% de desconto e parcelas de até 36 vezes, dependendo do credor e do tamanho da dívida. Na lista de parceiros do site estão o banco Santander, Sofisa, Tribanco e Porto Seguro.

Acordo Certo

Parceira das empresas NET, Claro, Embratel e do banco Santander, a plataforma Acordo Certo também é uma ótima opção para limpar seu nome. Com uma lista de acordos disponíveis o site estabelece um diálogo seguro entre credores e devedores.

Ir diretamente à agências do SPC/Serasa

Se você é daqueles que prefere resolver tudo presencialmente, a dica é dirigir-se a um posto de atendimento do SPC ou Serasa mais próximo de sua cidade. No site das empresas existe uma relação contendo endereços e telefones de contato de todas as agências no país!

Indo até a agência, você tem a lista completa de todas as empresas que você possui dívidas em aberto. Assim como poder negociar diretamente com um atendente.

Conclusão

Depois de ler atentamente todas as nossas dicas, com certeza você já sabe a maneira mais fácil de organizar suas finanças, e de como e onde pode começar a renegociação de suas dívidas.

Agora este início de ano fica muito mais leve, não é mesmo? Então comece o ano com o pé direito e com as contas no azul! Limpar o nome e ficar livre de dívidas é o primeiro passo para conseguir créditos maiores, como para comprar um AP.

Por isso, se organize financeiramente e evite dores de cabeça durante o ano!

dicas sobre finançasPowered by Rock Convert
COMPARTILHAR