Onde Investir Dinheiro

Onde investir dinheiro: conheça as melhores formas de aplicação

Por muitos anos, acreditamos no mito que investimentos eram para poucos. Essa afirmação já caiu por terra nos últimos tempos e hoje, muitas pessoas procuram opções de onde investir dinheiro.

Muitos brasileiros, por falta de conhecimentos, acabam investindo seu dinheiro na poupança. O que não é errado, porém, há outros tipos de investimentos mais vantajosos e tão seguros quanto a poupança.

Se você quer aprender onde investir dinheiro com segurança e de modo prático, este artigo será muito útil! Confira com a gente todo o processo para começar a investir.

Primeiros passos para começar a investir

Então você está pensando em começar a investir? Saiba que, para começar, é preciso conhecer sobre si mesmo (e como você se relaciona com os seus investimentos), assim como o básico sobre o funcionamento do mercado.

A seguir, listamos os primeiros passos para que você possa começar a planejar e saber onde investir dinheiro.

Conheça seu perfil como investidor

O primeiro passo, quando estiver pensando sobre onde investir dinheiro, é conhecer sobre o seu perfil de investidor. Este, inclusive, é um passo obrigatório, que será feito através de um questionário que você deverá responder, antes de começar a investir por qualquer corretora ou banco.

O seu perfil de investidor será determinado a partir deste teste simples e prático, que irá avaliar a sua tolerância ao risco dos diversos tipos de investimento.

Com o teste, são determinados três tipos básicos de perfis de investidor:

  • Conservador: Investidores menos propensos ao risco e cuja a renda estará mais exposta com os investimentos que realizar. Desta forma, a este perfil de investidor, são recomendados investimentos mais seguros e com risco mais baixo;
  • Moderado: Investidores com propensão moderada ao risco e aos quais são recomendados investimentos que alternem entre os mais arriscados e os mais seguros;
  • Agressivo ou arrojado: Investidores com maior propensão ao risco e que, por isso, podem seguir para investimentos de alto risco, como o mercado de ações, por exemplo.

Aprenda sobre juros compostos

Este é um ponto importante, pois, os seus investimentos serão remunerados a partir de uma lógica matemática de juros compostos.

A diferença básica é que, quando você estiver pensando em onde investir dinheiro e avaliando quais os melhores investimentos, precisa considerar que a remuneração será conforme o acúmulo dos rendimentos anteriores.

Parece complicado? Mas, acredite, não é. E é importante que você conheça este conceito, inclusive quando for tomar dinheiro emprestado. Pois os juros a serem pagos funcionarão na mesma lógica.

Para que você entenda a lógica de juros compostos, vamos a um exemplo:

Ana investiu R$ 100 no primeiro mês, em um investimento com rendimento mensal de 1%. Nesta situação, o rendimento mensal de Ana com este investimento será:

  • Mês 1: R$ 100 x 1% = R$ 101,00
  • Mês 2: R$ 101 x 1% = R$ 102,01
  • Mês 3: R$ 102,01 x 1% = R$ 103,03
  • Mês 4: R$ 103,03 x 1% = R$ 104,06

Aprenda sobre Alocação de Ativos e Investimento Passivo

Você também precisa compreender sobre os conceitos de investimentos passivos e alocação de ativos. O investimento passivo é aquele que o investidor não precisará passar horas analisando cada investimento, para então escolher qual deve comprar ou vender.

No investimento passivo, é necessário apenas definir uma alocação de ativos e manter essa composição ao longo do tempo. A alocação de ativos nada mais é do que o balanceamento dos seus tipos de investimentos.

Por exemplo, uma boa carteira de investimentos é aquela que estiver balanceada entre investimentos de renda fixa (como títulos do Tesouro) e investimentos de renda variável (como ações e fundos de investimentos). Explicaremos mais sobre estes tipos investimentos mais à frente.

O investimento passivo permite que você gaste bem menos tempo para montar e manter sua carteira e, ainda assim, obter uma ótima rentabilidade.

Quais as melhores opções de onde investir dinheiro?

Agora que você conhece o seu perfil de investidor, como funcionam as remunerações por juros compostos e qual a importância de manter uma carteira de investimentos balanceada, vamos apresentar a você as melhores opções de onde investir dinheiro. Vamos a elas.

Tesouro Direto

O Tesouro Direto é uma das opções de investimento mais conhecidas dos brasileiros. Esta modalidade de investimento é administrada pelo Tesouro Nacional, em associação à Bolsa de Valores de São Paulo.

Por isso, os títulos do Tesouro são uma das opções mais seguras para quem estiver pensando em começar e onde investir dinheiro.

Desde 2017, é possível realizar investimentos no Tesouro Direto pela internet e com valores mínimos a partir de R$ 30. O que abriu esta opção de investimento a muitos brasileiros.

CDB (Certificado de Depósito Bancário)

O CDB – Certificado de Depósito Bancário – é uma modalidade de investimento bastante conhecida e utilizada por quem investe através dos bancos.

Se tratam de títulos privados, emitidos por bancos. E eles são emitidos desde os maiores bancos do Brasil, até aqueles menores e pouco conhecidos do público.

Os CDBs costumam apresentar rendimentos maiores que a poupança e, além disso, também estão protegidos pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC), que garante a segurança do seu investimento, mesmo que o banco dono do CDB tenha algum problema.

Fundos de Investimentos

Para quem quer dar um passo adiante e começar a caminhar no universo dos investimentos de renda variável, os fundos de investimentos são um ótimo começo.

O funcionamento de um fundo de investimento é semelhante a um clube de cotas. Você estará adquirindo uma parte de um investimento maior, que é administrado por uma corretora especializada e do qual mais pessoas fazem parte.

Existem diversos tipos de fundos, desde aqueles voltados apenas à investimentos variáveis, e outros que misturam investimentos de renda fixa e variável.

Se você estiver pensando em onde investir dinheiro em renda variável, os fundos de investimento são uma boa opção. Porém, fique atento à taxa de corretagem e administração, que são valores que irão incidir sobre o total investido.

LCI e LCA

Existem ainda as opções de investimentos em LCI e LCA. Não conhece? Vamos explicar cada uma destas siglas.

O LCI – Letra de Crédito Imobiliário – é um investimento de renda fixa, emitido pelas instituições bancárias. Os recursos captados através dos investimentos em LCI são utilizados para o financiamento de atividades do setor imobiliário.

O LCI apresenta uma taxa de rentabilidade anual, definida desde o momento da compra do investimento, que tem data de validade também pré-definido.

Já o LCA – Letra de Crédito do Agronegócio – é um título de renda fixa, que também é emitido pelos bancos. Porém, no caso do LCA, o investimento é direcionado para o setor do agronegócio.

Assim como no caso do LCI, no LCA, a taxa de rentabilidade e a data de vencimento são definidas desde o momento da compra.

Letras de Câmbio

Outra opção para quem está pensando em onde investir dinheiro são as letras de câmbio. As letras de câmbio são títulos de renda fixa, muito semelhantes aos CDBs, porém, neste caso, sendo emitidas também por corretoras.

A lógica aqui é a seguinte: Você empresta dinheiro, seja para o banco ou corretora, e em troca, recebe o valor emprestado e mais a remuneração estabelecida, em uma data definida no momento da aplicação. O rendimento de uma letra de câmbio pode ser atrelado ao CDI ou combinado com uma taxa fixa mais o IPCA.

Ações

Você também pode investir diretamente em ações. Porém, esta é uma modalidade de investimento mais voltada para investidores mais experientes e com perfil agressivo.

Caso você decida ir por este caminho, poderá escolher por ações com bons dividendos, ou seja, aquelas que se caracterizam por pagamentos de bons dividendos todos os anos.

Ou ainda as ações para curto prazo, que são aquelas empresas que você acredita que irão se valorizar muito, nos próximos meses.

Dicas para juntar dinheiro e investir

Você já está pensando em formas e onde investir dinheiro? Este é um passo importante, mas também é preciso se planejar para juntar dinheiro e investir. Por isso, aí vão algumas dicas para que você consiga organizar sua vida financeira e planejar os seus investimentos.

Crie um objetivo

Para começar a investir, o ideal é que você tenha objetivos e metas para o dinheiro que irá guardar. Pode ser comprar um produto mais caro, um novo carro, fazer uma viagem, ou mesmo adquirir o seu primeiro AP.

Este objetivo irá ajudar a guiar a sua mente para alcança-lo. Fazendo assim, com que você consiga ter uma certa orientação sobre a sua vida financeira, de modo a sempre guardar e investir um pouco do seu dinheiro.

Classifique sua renda e suas despesas

Quanto você ganha por mês? E quanto você gasta por mês? Ter este conhecimento é fundamental, até para decidir onde investir dinheiro.

Se os seus gastos estão muito próximos da sua renda mensal e você não tem muita margem para investir, o ideal é começar com investimento de risco mais baixo. Assim, no caso de qualquer emergência, poderá sempre utilizar este dinheiro.

Além disso, você também terá total conhecimento sobre seus gastos e despesas, podendo avaliar quais podem ser cortados, com o dinheiro poupado sendo direcionado ao seu investimento escolhido.

Crie hábitos para economizar

Sabe aquela compra a prazo que você faz? Que tal adiar ela um pouco, para ter dinheiro para comprar este produto à vista. Você poderá economizar ao se livrar dos juros ou mesmo negociar descontos para pagamentos à vista.

E aquele lanche da tarde de todos os dias? Será que você não pode passar a levar comida de casa, ao invés de comprar?

Pode parecer pouco, mas estas pequenas economias irão fazer muita diferença no seu orçamento, ao longo do ano.

Além disso, você estará criando uma mentalidade de economizar em tudo o que puder. Podendo ter, assim, um dinheiro extra todos os meses, que poderão ser investidos.

Utilize a regra dos 70-20-10

Organizar as suas finanças é um passo importante para ter um dinheiro sobrando, todos os meses, para ser investido.

Uma dica para esta organização é a famosa regra 70 – 20 – 10. Ela funciona assim:

  • 70% dos seus gastos são os essenciais, como as contas de casa, aluguel ou financiamentos que você tenha adquirido;
  • 20% dos seus gastos são os extras ou variáveis, que são aquelas compras que variam todos os meses, como gastos com vestuário, beleza, lazer, etc., e;
  • 10% dos seus gastos são os financeiros, ou seja, aqueles direcionados para investimentos.

Assim, você irá reorganizar as suas finanças, direcionado a sua renda para todos os seus gastos e ainda tendo dinheiro para investir.

Procure investimentos de curto prazo

Economizar é importante. Porém, para ver o seu patrimônio evoluindo, é preciso investir. E, para ver o seu patrimônio crescendo rapidamente, é muito interessante investir em investimentos em curto prazo.

Investimentos como LCI, LCA, CDB e Tesouro Direto, além de serem relativamente seguros e protegidos pelo Fundo Garantidor de Crédito, já apresentam bons retornos em períodos de 12 a 24 meses.

Permitindo, assim, que você consiga ver a evolução do seu patrimônio em um ou dois anos. O que irá motivar você a continuar investindo.

Conclusão

Investir o seu dinheiro é uma das melhores formar de conseguir realizar seus sonhos mais rapidamente. 

Além disso, orientar a sua mente para alcançar objetivos é a melhor maneira para organizar as suas finanças, se planejando financeiramente para o futuro e ainda guardando dinheiro para investir.

Por isso, perca o medo de começar a investir e sempre procure conhecimento, sobre as melhores opções de investimento do mercado.

dicas sobre finançasPowered by Rock Convert
COMPARTILHAR