o que é financiamento

O que é financiamento: Conheça os tipos e como solicitar um

Os financiamentos imobiliários abriram as portas do sonho de ter uma casa ou AP próprio para muitos brasileiros. Mas, você sabe o que é financiamento imobiliário na prática? É a forma de você chegar mais perto no sonho de comprar seu cantinho ideal!

A combinação do salto dos valores dos imóveis com os orçamentos familiares cada vez mais apertados, faz com que sejam raras as famílias que conseguem ter todo o dinheiro em mãos para comprar um novo imóvel à vista.

No entanto, isto não significa que adquirir uma casa ou AP novo seja algo impossível para estas famílias. E uma das melhores formar de driblar esta realidade são os financiamentos imobiliários.

Neste artigo, iremos explicar de forma detalhada o que é financiamento imobiliário. Conheça os tipos de financiamentos e veja o passo a passo para solicitar um. Confira!

O que é financiamento imobiliário?

Uma boa forma de compreender o que é financiamento imobiliário, é fazendo uma analogia desta modalidade de crédito com os empréstimos bancários comuns.

Para quem busca dinheiro para adquirir um imóvel próprio e não tem dinheiro para compra-lo à vista, a solução é procurar um banco ou um outro tipo de instituição financeira para conseguir crédito para esta compra.

Este crédito é o chamado financiamento imobiliário, que nada mais é que um empréstimo, voltado para a aquisição de um imóvel.

Ao receber este crédito para comprar o seu imóvel, o solicitante do financiamento se compromete a pagar parcelas mensais.

Estas parcelas mensais somadas irão representar o valor do empréstimo concedido, acrescido da taxa de juros e outras taxas, como de administração do financiamento, por exemplo.

Desta forma, é preciso ao solicitar um financiamento imobiliário, avaliar a taxa de juros e as demais taxas, que irão se somar ao valor inicial do crédito que você tomou.

Estes são os fatores que diferenciam os financiamentos imobiliários entre os bancos e demais programas de financiamento e é por isso que você deve ficar muito atento a eles.

Quais são os tipos de financiamento?

Ao entender o que é financiamento imobiliário, também é preciso saber que existem tipos diferentes de financiamentos.

Em cada um destes tipos, os cálculos de juros, das prestações e valores são diferentes. E, por isso, você deve conhecer cada um deles.

A seguir, conheça os tipos de financiamentos imobiliários mais comuns no mercado brasileiro.

SAC (Sistema de Amortização Constante)

O Sistema de Amortização Constante (SAC) é o tipo de financiamento imobiliário mais comum no mercado brasileiro.

Como o próprio nome sugere, com o SAC, o valor de amortização do financiamento é o mesmo ao longo dos meses. No entanto, o valor das parcelas do financiamento varia, decrescendo ao longo dos meses.

Isto porque o valor dos juros que são cobrados todos os meses vai diminuindo ao longo do tempo.

Por isso, as primeiras parcelas do financiamento são mais caras e vão barateando, à medida que as prestações vão chegando ao fim.

Sacre (Sistema de Amortização Crescente)

Já o Sistema de Amortização Crescente (Sacre) é um dos menos comuns no mercado brasileiro.

Neste modelo, as prestações se alteram ao longo do financiamento e a maior parte do valor do financiamento será paga na primeira metade das parcelas.

As prestações começam com um valor determinado, que vai crescendo até um momento específico do financiamento, geralmente na metade dele.

Após o pagamento da metade das prestações, o valor das parcelas irá decrescer, até o final do financiamento.

Tabela Price

Já no modelo de Tabela Price, que também é conhecido como sistema francês de amortização, as prestações se mantem com o mesmo valor, até o final do financiamento.

Porém, isto não significa que o valor pago por quem tomou o crédito seja sempre o mesmo.

Isto porque, no começo do financiamento, a maior parte das parcelas mensais será composta pela amortização da dívida em si.

E, à medida que a dívida vai sendo quitada, a taxa de juros é o valor que se torna o predominante na composição das parcelas.

Por isso, para este tipo de financiamento imobiliário é muito importante estar atento à taxa de juros praticada pelo banco ou pela instituição financeira, no qual o financiamento foi contratado.

Diferença entre empréstimo e financiamento

Muita gente faz confusão sobre o que é financiamento e sobre o que é empréstimo. Mas estas são modalidades de crédito muito diferentes. Em resumo:

  • O financiamento é uma modalidade de crédito destinada à uma finalidade específica, como a compra de um carro ou imóvel, por exemplo. Desta forma, o dinheiro do crédito vai diretamente para a empresa que vendeu o bem que está sendo financiado.
  • Já o empréstimo é uma modalidade de crédito na qual o tomador tem total autonomia para destinar o valor que pegou emprestado. Além disso, no caso de empréstimos, nem sempre é necessária uma garantia de pagamento, algo que é obrigatório no financiamento.

Estas são duas modalidades de crédito diferentes e que se adequam a cada caso e a cada necessidade. No entanto, quando se trata da compra de um imóvel, o financiamento é geralmente a opção mais indicada.

Como solicitar um financiamento?

Agora que você sabe o que é financiamento imobiliário, vamos mostrar qual é o processo para solicitar um, para a compra da sua casa ou AP novo.

Conheça os requisitos e quais cuidados você precisa ter, antes de assinar o contrato de um financiamento imobiliário, são apenas dos passos para solicitar um financiamento.

Mas, assim como um empréstimo, por exemplo, o banco exige diversos documentos que comprovam sua renda e seu histórico como consumidor. Vamos então entender mais sobre as regras para solicitar um financiamento?

Conheça os pré-requisitos

A maioria dos contratos de financiamento imobiliário apresentam algumas exigências e pré-requisitos para quem está querendo tomar o crédito.

Por exemplo, um pré-requisito comum é a exigência de não estar com o nome sujo. Ou seja, com restrições no SPC ou no Serasa. Aliás, você já sabe como consultar possíveis restrições no seu nome? Neste artigo, explicamos passo a passo como consultar seu nome em órgãos de proteção ao crédito.

A exigência de renda também é algo avaliado pelos bancos ou instituições financeiras na hora de conceder um financiamento. Estas instituições avaliam se a renda mensal de quem está solicitando o financiamento é compatível com o valor das parcelas.

Outra exigência é dar algo como garantia. Esta garantia pode ser um bem, como carro ou imóvel que está no nome de quem toma o crédito.

No entanto, programas como o Minha Casa Minha Vida não apresentam esta necessidade de garantia. A garantia será o próprio imóvel a ser financiamento. O que abre a porta para muitas famílias que estão atrás do seu primeiro imóvel.

Faça a simulação do financiamento

Antes de solicitar o financiamento imobiliário em si, você poderá conhecer e simular a taxa de juros, valor das parcelas e demais taxas.

Para isso, realize a simulação do financiamento. Esta simulação pode ser realizada pessoalmente, indo até ao banco ou instituição financeira que conceda financiamentos. Em muitos casos, esta simulação também pode ser feita no site destas instituições.

No caso do Minha Casa Minha Vida, você pode realizar facilmente uma simulação do financiamento através do site da Caixa Econômica Federal. Lá, você terá informações prévias sobre o valor das taxas, das parcelas, da entrada (que pode ser financiada também) e a previsão de quando o financiamento irá acabar.

Vá até ao banco

Após conhecer o que é financiamento imobiliário, conhecer os pré-requisitos e realizar uma simulação, o próximo passo, para tomar um financiamento, é ir ao banco ou instituição financeira.

Nesta etapa, você irá conhecer mais detalhes do financiamento no qual está interessado. Se o AP ficar em nome de mais de uma pessoa, é preciso levar os documentos também destas pessoas.

Também irá ver quais documentos precisa reunir, podendo se preparar para adquirir o financiamento, estando a um passo do sonho de ter sua casa ou AP próprio.

Faça o cadastro

O próximo passo é realizar o seu cadastro, no banco ou instituição financeira no qual irá solicitar o financiamento imobiliário.

Neste cadastro, você irá informar dados pessoais e do imóvel que quer financiar. Por isso, prepare-se para levantar e entregar muita documentação nesta etapa. O cadastro é uma das primeiras etapas de formalização da tomada do financiamento imobiliário em si.

Para quem for financiar o imóvel pelo Minha Casa Minha Vida, o cadastro é feito pela própria Caixa Econômica Federal, assim como a liberação do financiamento.

Espere a análise de crédito

Com os dados fornecidos na etapa do cadastro, o banco ou instituição financeira no qual você se cadastrou irá analisar o seu CPF, para verificar se não existem pendências que podem impedir a concessão do crédito.

Você precisará aguardar esta análise de crédito, que poderá sair na hora ou demorar alguns dias. O banco irá verificar se você não está com o nome sujo no SPC ou Serasa, por exemplo.

Além disso, também será verificado se você já solicitou algum financiamento imobiliário em seu nome no passado. Em programas como o MCMV, mesmo que você já tenha quitado o imóvel, não poderá tomar um novo financiamento.

Leia e análise o contrato

Por fim, mas não menos importante, na hora de solicitar um financiamento, é necessário analisar o contrato. Tão importante quanto conhecer o que é financiamento imobiliário, é ler o contrato dele, conhecendo os detalhes e regras.

É neste contrato que estarão dispostos os seus direitos e obrigações. Bem como quais são as eventuais penalidades em caso de atraso das parcelas, por exemplo.

Por isso, conhecer o contrato do financiamento é muito importante e vai te dar muita confiança, na hora de adquirir o seu imóvel novo.

Conclusão

Conhecer o que é financiamento imobiliário irá fazer com que você tenha mais conhecimento sobre uma opção acessível para quem quer adquirir um imóvel novo.

É preciso conhecer muito bem qual o tipo de financiamento que você irá tomar, bem como quais os pré-requisitos exigidos pelo banco ou instituição financeira.

Pesquise também, com atenção e cuidado, as taxas de juros que os bancos oferecem para financiamentos imobiliários, pois elas irão incidir diretamente sobre o valor das parcelas que você irá pagar por mês.

Pois assim, você irá ter muito mais confiança na hora de ir a um banco escolher um financiamento imobiliário!

como comprar apartamentoPowered by Rock Convert
COMPARTILHAR