financiamento caixa

Financiamento Caixa: Qual o valor mínimo de renda?

O financiamento Caixa costuma ser o mais usado, principalmente devido aos programas de incentivo do governo, como o Programa Minha Casa, Minha Vida.

Por isso, uma dúvida comum que costuma surgir no momento de comprar a casa própria é sobre qual a renda mínima para financiar um imóvel pela Caixa Econômica Federal.

Você também tem essa dúvida? Quer saber como funciona um financiamento de imóvel? Vamos te contar tudo!

Qual a renda mínima para conseguir o financiamento Caixa?

Para conseguir o financiamento Caixa e realizar o sonho da casa própria, é fundamental ter como comprovar a sua renda. Afinal é a partir dela que a instituição financeira poderá definir itens importantes como o valor da entrada, das prestações, a taxa de juros e se você é elegível para algum programa do governo.

A renda é a soma de todos os rendimentos dos integrantes da família que irão morar no imóvel. Por exemplo, a renda pode ser composta pelo casal, dois irmãos, namorados, mãe, pai e filhos e assim por diante.

Veja aqui como somar renda para comprar um imóvel.

A renda é composta somente se as pessoas usarem o imóvel, por exemplo: você não poderá comprar um apartamento com a sua irmã se ela não for morar lá. Quanto maior for essa renda, maior também será o valor máximo do imóvel que poderá ser financiado.

Dessa forma, a renda mínima dependerá muito do valor do imóvel que você deseja financiar. Lembrando, claro, que o valor da prestação não deve comprometer mais do que 30% do seu salário.

Nesse caso, vamos supor que você queira financiar um imóvel no valor de R$ 140 mil, 100% financiado e com um prazo máximo de pagamento de 30 anos. De acordo com os dados do site da Caixa, o valor de prestação será em torno de R$500,00 mensais e a renda mínima familiar deverá ser de aproximadamente R$2 mil.

Então quanto menor for o valor do imóvel, menos exigirá o valor da sua renda.

Mas ainda vale destacar a importância dos juros, que é variável de banco para banco. Quanto mais elevados forem os juros, maior também terá de ser a sua renda.

Fatores que influenciam no financiamento de um imóvel

Além da regra dos 30%, existem outros pontos que podem influenciar no seu financiamento Caixa e torná-lo apto ou não para comprar um imóvel. Veja alguns.

Relacionamento com o banco

Os juros são itens fundamentais quando o assunto é financiamento de imóvel. E a taxa deles pode variar dependendo do grau de relacionamento que você possui com o banco.

Para as pessoas que já são correntistas ou fazem transações com o banco, por exemplo, é possível conseguir taxas de juros mais atrativas, fazendo com que você não precise ter uma renda tão alta.

FGTS

O Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) também pode ser usado para financiar um imóvel, abatendo o valor total do que deverá ser financiado ou reduzindo o valor das prestações. Mas para ter esse direito é preciso:

  • Ter, no mínimo, 3 anos de carteira assinada (esse período não precisa ser contínuo);
  • Não ter nenhum financiamento ativo no Sistema Financeiro de Habitação (SFH) em nenhuma localidade do país;
  • Trabalhar ou residir no município onde está localizado o imóvel.

O imóvel a ser comprado também precisa seguir alguns critérios, como estar dentro do limite máximo de valor definido pelo SFH (que varia de tempos em tempos), ser um imóvel urbano e destinado a moradia. Além disso, o imóvel não pode ter sido objeto de operação com FGTS nos últimos 3 anos.

Funcionário público

Já os funcionários públicos possuem alguns benefícios na hora de financiar um imóvel, conseguindo pagar menos juros e ainda financiar um valor maior do imóvel.

Por exemplo, no caso da compra de uma casa de R$185 mil, um funcionário público conseguirá ter acesso a juros menores e, portanto, poderá financiá-lo com uma renda também menor.

Financiamento Caixa: Valor de entrada

Se a sua renda não é suficiente para financiar o imóvel que você deseja, é possível “pagar” essa diferença na entrada, abatendo o valor do financiamento.

Por exemplo, se você quer financiar um imóvel de R$130 mil, mas pela sua renda o banco apenas permite imóveis de até R$100 mil, você poderá pagar os R$30 mil na entrada e financiar o restante.

Em alguns casos, é possível até pagar o valor de entrada parcelado. Assim você consegue financiar o seu imóvel 100%.

Programa Minha Casa, Minha Vida

As famílias com renda mais baixa ainda têm uma possibilidade de conseguir financiar a casa própria com o Programa Minha Casa, Minha Vida. Ele é dividido por faixas de renda, com juros variáveis em cada uma delas e outros incentivos governamentais.

Os valores variam de R$1,5 mil até R$ 7 mil mensais, com taxas de juros que vão de 5% a até 9,16% ao ano. Sendo que as famílias com rendas mais baixas (entre R$1,8 mil e R$2,6 mil) ainda contam com subsídios do governo de até R$47 mil.

Confira nesse vídeo quais as faixas de renda do Programa Minha Casa, Minha Vida

O que é necessário para solicitar um financiamento Caixa?

Para solicitar o financiamento Caixa, é necessário passar por algumas etapas. 

O primeiro passo é fazer uma simulação do financiamento e entender qual é a melhor opção para você. Depois, você faz um cadastro, leva a documentação solicitada e aguarda a aprovação e a análise de crédito. Por fim, é feita a avaliação do imóvel e a assinatura do contrato.

Na maioria dos casos, este contato e a tratativa de toda a documentação fica por conta da construtora a qual você vai comprar o imóvel.

Veja nesse vídeo abaixo a documentação necessária para solicitar seu financiamento Caixa através dos benefícios do Programa Minha Casa, Minha Vida.

Novas regras para financiamento Caixa

No 26 de agosto de 2019, começou a valer uma nova linha de crédito imobiliário da Caixa, destinada ao financiamento da casa própria, permitindo que apenas 20% da renda seja comprometida. As taxas de juros ficam entre 2,95% e 4,95% ao ano. 

O novo modelo de financiamento de imóveis é indexado pelo índice de Preços ao Consumidor Urbano (IPCA). Esse índice resulta em parcelas significativamente menores, porém, é considerado mais arriscado, já que a inflação pode variar bastante em um período extenso.

Com os créditos imobiliários corrigidos pela Taxa Referencial (TR), os juros cobrados pela Caixa são de 8,5% a 9,75%. Porém, a TR se mantém estável desde 2017, por conta da queda da taxa SELIC. 

Nesse modelo o consumidor pode ter uma noção do que espera em seu financiamento, sem surpresas desagradáveis.

Qual imóvel posso comprar com a minha renda?

Já ficou mais fácil entender qual a renda mínima para financiar um imóvel pela Caixa?

Os dados para realizar o financiamento do imóvel variam muito, já que depende de cada banco e também das condições do comprador. Além disso, é preciso levar em consideração os juros que são atribuídos ao pagamento.

Você pode solicitar uma simulação diretamente em nosso site, conhecer mais sobre o Programa Minha Casa, Minha Vida, ver nossos empreendimentos e até agendar um atendimento totalmente online, sem precisar sair de casa. 

Se ainda ficou com alguma dúvida, deixe seu comentário!

como comprar apartamentoPowered by Rock Convert
COMPARTILHAR