organização financeira

Crise e organização financeira: 7 dicas para ter mais dinheiro

Organização financeira: Sabemos que dificuldades financeiras impactam diretamente em nossa vida, seja no trabalho, em casa e em nossas relações. Atualmente, segundo dados da CNC (Confederação Nacional do Comércio), o endividamento em Janeiro deste ano chegou a 55,6%, sendo o cartão de crédito o maior vilão; ocupando nada menos que 77,3% do ranking dos tipos de dívidas dos brasileiros.

A busca por estabilidade neste quesito está cada vez maior, mas ao contrário do que parece, alcançá-la não é impossível. 

Algumas medidas simples no seu dia a dia são suficientes para você conseguir organizar as finanças, quitar dívidas, começar um investimento e, finalmente, ter equilíbrio financeiro.

Listamos para você algumas ações essenciais que devem ser levadas em consideração para começar o planejamento de gastos:

1 – Organização financeira: Não gaste mais do que você ganha

Parece óbvio, mas não é. Muitas vezes não temos o controle dos nossos gastos e não percebemos. Compramos parcelado aqui, pagamos uma conta ali. Compramos parcelado de novo, as contas acumulam, há imprevistos e, acredite, isso pode virar uma bola de neve. O ideal neste caso é você procurar comprar o item desejado que caiba no seu orçamento. Fazer uma pesquisa de preço antes de decidir o que levar pode te livrar de pagar mais por um produto.

2 – Organização financeira: Anote todos os gastos

Desde o café na padaria, até a conta do happy hour. Anotar para onde está indo o seu dinheiro vai ajudar a eliminar gastos que podem ser evitados. Algumas despesas de emergência também podem ser evitadas. Se o chuveiro estragou, ao invés de comprar um novo, você pode arriscar a tentar consertá-lo, por exemplo.

3 – Organização financeira: Faça uma planilha

Para organizar tudo o que você vai anotar, faça uma planilha e reserve um dia da semana para atualizá-la. Coloque os seus ganhos como salário e eventuais recebimentos. Coloque também os seus gastos como despesas fixas, pagamentos e aqueles gastos que citamos no item anterior. O objetivo é você conseguir ter mais ganhos do que gastos e é bom que sobre dinheiro nesta conta.

4 – Organização financeira: Defina objetivos

Se você está com o orçamento estourado, o objetivo será conseguir pagar todas as contas. A medida que você eliminar gastos irrelevantes e começar a sobrar receita, mude o objetivo, comece a poupar um valor x por semana ou por mês. Coloque este valor escolhido como despesa fixa.

5 – Organização financeira: Invista

Agora que você entendeu que não pode gastar mais do que ganha, organizou todo o orçamento, eliminou gastos e poupou dinheiro, percebe que tem até dinheiro sobrando. Mas calma, isso não quer dizer estabilidade financeira ainda. Você pode fazer o dinheiro estar a seu favor investindo ele em alguma ação na bolsa ou tesouro direto. Para isso, é importante que você pesquise antes de decidir, consulte um profissional ou até mesmo o gerente do seu banco. Não faça nada sem o auxílio de quem entende de investimentos.

6 – Organização financeira: Evite se endividar

Se você tem cheque especial, peça para cancelar. Opte, sempre que possível, pelo pagamento em dinheiro. Os juros de cartão de crédito e de empréstimos bancários estão aquém da realidade brasileira e isto pode colocar em risco toda a sua organização financeira realizada até o momento.

7 – Organização financeira: Disciplina, palavra de ordem

Lembra-se dos objetivos que definiu? Não se esqueça deles. Manter o foco é fundamental para não cair na tentação do consumo indesejado. Mesmo que você já esteja em uma situação melhor em comparação a que estava quando começou a se planejar, não deixe de continuar buscando as metas traçadas para ter suas finanças pessoais sempre no azul.

Então, vamos começar?

Confira aqui dicas de renda extra para te mais dinheiro

dicas sobre finançasPowered by Rock Convert
COMPARTILHAR