como comprar o primeiro imóvel

Comprar o primeiro imóvel? Veja 5 dicas para realizar seu sonho

Comprar o primeiro imóvel é o objetivo que está na cabeça de muitos brasileiros, não é mesmo? Cada vez mais pessoas se programam para realizar este sonho. Que está muito mais acessível atualmente.

No entanto, adquirir o primeiro imóvel não é algo que virá da noite para o dia. É preciso planejamento e muita pesquisa durante este processo.

A compra do primeiro imóvel é uma decisão importante na vida de qualquer um. E para a caminhada rumo ao sonho não se tornar estressante, preciso saber tudo que irá ser necessário. Afinal, este investimento é muito importante!

Neste artigo, iremos explicar tudo o que você precisa saber para comprar seu primeiro imóvel. Veja o que você deve avaliar, como escolher as melhores formas de financiamento e quais documentos são necessários neste processo.

Vamos lá?

O que é preciso para comprar o primeiro imóvel?

Conseguir alcançar o sonho de comprar o primeiro imóvel é uma jornada que leva tempo e na qual é preciso pesquisar e se preparar. Mas acredite: o tempo será muito menor do que você imagina!

Sim, sabemos que um imóvel novo não é uma compra simples.

Você irá investir um valor alto. Mas será em um bem que irá mudar a sua vida para sempre.

Por isso, listamos abaixo algumas dicas fundamentais que você deve seguir. Dessa forma, a compra do primeiro imóvel será um momento feliz e fluirá da melhor maneira possível.

Papel e caneta em mãos para anotar as dicas, hein?

1. Escolher o tipo do imóvel que deseja comprar

A primeira decisão a se tomar, quando você for comprar o primeiro imóvel, é sobre qual tipo de imóvel irá adquirir.

Aqui, é preciso avaliar alguns aspectos, tais como:

a) O que a sua família precisa?

Quantas pessoas irão morar no novo imóvel? Quantos banheiros serão necessários? Qual o tamanho ideal da sala, da cozinha? Todos estes itens devem ser levados em conta.

E esta é uma decisão que deverá ser tomada em família. 

Também é essencial levar em consideração as necessidades individuais de cada membro. Para que juntos possam chegar a um ponto em comum.

Por exemplo, para famílias maiores e com filhos maiores, o ideal é que cada um tenha seu quarto. Afinal, a privacidade é algo que todos nós valorizamos.

Já para famílias menores, com filhos que ainda estão crescendo, um apartamento com poucos quartos já é uma opção que atenderá bem as necessidades.

b) Qual o orçamento disponível para comprar o imóvel?

Outro aspecto que deve ser levado em conta, quando for comprar o primeiro imóvel, é avaliar qual o orçamento disponível você terá em mãos. 

Quanto maior for o imóvel, obviamente, mais caro ele será. Além disso, uma casa, por exemplo, tende a sempre ser mais cara que um apartamento.

Por isso, se você irá comprar o primeiro imóvel e busca por uma opção que caiba em um orçamento mais limitado, um AP tende a ser a melhor escolha de tipo de imóvel.

2. Pesquisar com calma

Muitas vezes, quem decide prosseguir para comprar o primeiro imóvel quer fazer isso da maneira mais rápida possível, certo?

No entanto, a compra do primeiro imóvel não é um processo simples. É uma decisão que irá refletir durante sua vida e também para toda a família.

Por isso, nada de pressa.

Pesquise qual o melhor imóvel com tranquilidade, avaliando, também, qual melhor irá se encaixar no seu orçamento. Com calma, você encontrar o imóvel perfeito para você e para sua família.

Além disso, leve em conta:

  • Qual região você quer morar?
  • Quais as opções de escolas próximas ao local escolhido?
  • Há postos de saúde?
  • Supermercados?
  • Vias de acesso?

Leve estes e outros aspectos em consideração na hora de pesquisar a região e compra do seu primeiro imóvel.

Decidindo sobre estes aspectos, você terá o imóvel que mais se encaixa no seu perfil e no de sua família.

Agora é hora de ir para o próximo passo e planejar o lado financeiro.

3. Se planejar financeiramente para a compra

Comprar o primeiro imóvel também irá exigir uma certa dose de planejamento financeiro seu e de sua família.

Afinal, será necessário arcar com despesas de documentação, IPTU e da própria compra do imóvel.

Ao comprar o primeiro imóvel, você tem duas opções claras: pagar à vista (caso tenha o dinheiro) e financiar o imóvel.

O mais comum para a realidade da grande maioria dos brasileiros é escolher o financiamento.

E com o Minha Casa Minha Vida, o financiamento se tornou um processo bem menos complicado. Você pode clicar aqui para descobrir tudo sobre o programa.

Ao escolher o imóvel, é preciso avaliar, também, como estas parcelas do financiamento irão se encaixar no orçamento mensal.

Além disso, pense também em outros gastos, como a compra de móveis e aparelhos eletrodomésticos, custos com decoração inicial, entre outros.

Quanto mais planejado for o processo, mais tranquila será a decisão de comprar o primeiro imóvel.

4. Escolher uma construtora de confiança

O seu primeiro imóvel será um dos momentos mais importantes de toda a sua vida. E, nessa hora, é preciso ter muita confiança com quem você está fazendo o negócio.

Por isso, pesquise a respeito da construtora do imóvel que você está “namorando”. Veja a reputação da empresa, quais os problemas dos clientes enfrentaram no passado e como eles foram solucionados.

Procure consultar, também, outras pessoas que já compraram imóveis com esta construtora. Fique atento sobre como foi este processo e quais as observações que elas eventualmente irão ter sobre os imóveis construídos por esta empresa.

Falando sobre confiança, nós aqui da Ap Ponto estamos com tudo nesse quesito! Dá só uma olhada em como nossos clientes estão felizes em terem realizado o sonho do Ap próprio com a gente:

5. Fazer a simulação do financiamento

O financiamento é a solução para pessoas que querem comprar o primeiro imóvel, mas não tem o dinheiro total em mãos.

No entanto, um problema recorrente ocorre quando as condições do financiamento não são estudadas e avaliadas antes da compra. O que acaba se transformando em uma experiência desagradável no futuro.

Por isso, se você está com o sonho de comprar o primeiro imóvel na cabeça, comece a estudar e simular condições dos financiamentos disponíveis no mercado.

Veja como as parcelas e condições irão se encaixar na sua vida financeira. Especialmente como você precisará se planejar para isso.

Tendo estes dados em mãos, será muito mais fácil se organizar para comprar o primeiro imóvel.

Quais são os documentos para comprar o primeiro imóvel?

O processo de compra do primeiro imóvel precisa de planejamento financeiro, pessoal e familiar, como já dissemos acima.

Porém, além disso, também é preciso planejar as questões burocráticas e de documentação para comprar o primeiro imóvel.

Separamos a lista de alguns documentos que serão necessários:

  • Registro de compra em cartório: Documento que irá falar sobre as condições relativas ao processo de compra do imóvel. Como, por exemplo, valor e condições de pagamento, entre outras informações relevantes;
  • Escritura de compra e venda: A escritura do imóvel é o documento que valida o acordo de compra e venda. Aqui, o comprador deverá arcar com o pagamento do ITBI (Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis);
  • Registro do imóvel: O registro é o documento que irá garantir que você é dono do imóvel e é a formalização definitiva do processo de compra.
  • Certidões negativas: As certidões negativas são as garantias de que ambos, comprador e vendedor, não possuem pendências judiciais que poderiam atrapalhar o processo de compra.

Como funciona a entrada para comprar o primeiro AP?

No financiamento da compra do primeiro imóvel, muitas vezes será necessário dar uma entrada.

Este valor irá depender das exigências da instituição na qual você vai financiar a compra do primeiro imóvel, ou mesmo das suas capacidades financeiras no momento desta compra.

A entrada irá abater uma parte do valor do total da compra e, quanto maior for a entrada, menores serão as parcelas mensais do financiamento.

Posso utilizar o FGTS para dar a entrada no primeiro imóvel?

Muita gente encara o valor da entrada como o grande empecilho ao comprar o primeiro imóvel.

Mas, existem opções para facilitar a entrada. Como, por exemplo, a utilização do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) para a entrada de um novo imóvel.

O FGTS pode ser utilizado para a entrada em financiamento de imóveis novos e usados. Mas, para isso, algumas regras precisam ser respeitadas:

  • O comprador precisa estar ao menos por três anos sob o regime do FGTS;
  • Ele também não pode ter nenhum financiamento ativo no Sistema Financeiro de Habitação (SFH);
  • Não pode ter utilizado o FGTS para entradas de outros financiamentos, nos três anos anteriores.

Vale a pena entrar em um consórcio imobiliário?

Outra opção para quem não tem muito dinheiro para dar entrada no financiamento ao comprar o primeiro imóvel é participar de um consórcio imobiliário.

No consórcio imobiliário, um grupo de pessoas que querem comprar imóveis em uma mesma faixa de preço se reúnem, sob o comando de uma administradora, de modo que todos possam ter a oportunidade de comprar o imóvel.

Nesta modalidade, não é necessário dar entrada. No entanto, não é a melhor opção para quem não quer esperar muito para comprar o primeiro imóvel. Já que é preciso esperar a contemplação com uma carta de crédito. O que pode demorar bastante tempo.

Como funcionam as parcelas e outras despesas da compra?

A ideia de entrar em um financiamento para comprar o primeiro imóvel é algo que assusta e afasta muita gente.

Afinal, realmente não soa muito bem, quando se avalia pela primeira vez, um financiamento de imóvel com parcelas mensais e que deverão ser pagas ao longo de anos.

No entanto, como já reforçamos algumas vezes ao longo deste artigo, tudo é questão de planejamento.

O sonho de comprar o primeiro imóvel é possível, mas, para isso, é preciso ter em mente os custos, para não ser surpreendido.

Fique de olho nas parcelas para não comprometer sua renda

Uma conta saudável de parcelas de um financiamento é que ela represente, no máximo, 30% de sua renda mensal ou de seu orçamento familiar.

Acima disso, as parcelas do financiamento poderão começar a comprometer outras despesas de sua vida.

Por exemplo: suponhamos que você receba R$ 2.500,00 por mês e irá financiar seu primeiro imóvel. O ideal é que as parcelas não sejam maiores que R$ 750,00 mensais.

Por isso, é preciso avaliar e escolher uma opção de financiamento que caiba no seu orçamento. Dessa forma, a compra não irá comprometer as outras despesas de sua família.

ITBI e Escritura pública

Além das parcelas do financiamento, ao comprar o primeiro imóvel, você também precisa estar atento a outras despesas envolvidas no processo.

Por exemplo, será preciso arcar com o pagamento do ITBI e a Escritura Pública, sobre a qual já falamos acima.

A recomendação da Caixa Econômica Federal é de que sejam reservados ao menos 5% do valor do imóvel, para gastos com esta documentação. Os valores a serem pagos irão variar conforme a cidade aonde você irá comprar o seu imóvel.

Registro do imóvel

Após o pagamento do ITBI e da Escritura, os gastos com documentação, no entanto, não terminaram.

Em seguida, será preciso emitir o registro do imóvel. O registro pode ser feito apenas após a finalização da escritura e, para ele, procure reservar ao menos mais 1% do valor do imóvel, para o pagamento desta documentação.

Conclusão

Comprar o primeiro imóvel é um sonho de muitos brasileiros e, ao contrário do que era até a alguns anos atrás, hoje este é um processo muito mais acessível.

Entretanto a decisão pela compra de um imóvel pela primeira vez deve ser tomada em família e ser bem planejada. Já que será um investimento que ficará para a vida inteira.

Na AP Ponto você encontra empreendimentos com lazer completo e a qualidade de vida que sua família merece. Além disso, aqui o ITBI e Registro é grátis!

E tem mais: empreendimentos que participam do Programa Minha Casa, Minha Vida com subsídios de até 42 mil reais!

Agende agora mesmo sua visita em uma de nossas lojas e veja de perto todos os benefícios que a AP Ponto oferece. Realize o sonho da casa própria de uma vez por todas!

Quero agendar minha visita!

como comprar apartamentoPowered by Rock Convert
COMPARTILHAR