como-sair-das-dividas

Como sair das dívidas ainda em 2019: Aproveite o Feirão Serasa Limpa Nome

Como sair das dívidas? Para quem está nesta situação, é um pensamento comum. Isso porque as dívidas já fazem parte da rotina de grande parte da população. Segundo o SPC, 63 milhões de brasileiros estão com o nome negativado.

A Serasa está com uma oferta imperdível para negativados. É o Feirão Serasa Limpa Nome e oferece até 98% de desconto para você quitar suas dívidas.

Acesse o site da Serasa e consulte, gratuitamente, se você tem dívidas em seu nome e se é possível a renegociação com o desconto. O processo pode ser feito online e bem rápido.

Além de toda a frustração e preocupação que estar endividado gera na vida de uma pessoa, ainda ocorre a restrição de crédito. Aquilo que ficou conhecido como “estar com o nome sujo”.

Quem está com o nome sujo, ou negativado, não tem acesso a muitas opções de financiamento. Dependendo do valor da dívida, não possuem nenhuma opção.

O que pode comprometer a realização de diversos sonhos pessoais e familiares. Por isso é tão importante negociar as dívidas e sair desta situação.

Porém, se você está com o nome negativado, não há motivo para desespero.

Neste artigo, daremos 12 passos que você poderá seguir, para se reorganizar financeiramente, sair das dívidas e finalmente limpar o seu nome.

Vamos lá?

12 passos para sair das dívidas e limpar seu nome

Se você está pensando em como sair das dívidas, é sempre bom contar com alguma ajuda para conseguir sair desse embaraço e reorganizar a sua vida financeira.

Com pequenas mudanças nos seus hábitos, é possível limpar o nome e ir em busca de realizar seus sonhos.

Por isso, aqui vão 12 passos e dicas. Para que você e sua família possam organizar o seu orçamento e finalmente limpar o seu nome. Vamos lá?

  1. Anote todos seus gastos

Um dos grandes vilões do controle financeiro da maioria das pessoas é a falta de controle dos gastos realizados. Principalmente aqueles pequenos, do dia a dia, e que muitas vezes passam em branco no nosso controle.

Porém, se você somar todos estes gastos, poderá ver como eles acabam tendo um peso significativo no orçamento financeiro.

Para se ter uma ideia, segundo o CDL, apenas 39,5% dos brasileiros anotam os gastos extras, que vão além das despesas regulares e maiores, como água, luz e aluguel.

Por isso, o primeiro passo para organização financeira e sair das dívidas, é anotar TODOS os seus gastos. Desde os maiores até os menores, bem como aquele lanche que você comprou após o trabalho.

Dessa forma, você poderá ver qual é o fluxo do seu dinheiro mensalmente. Assim, poderá conhecer e reduzir as despesas que estão levando o seu dinheiro embora.

  1. Organize o seu orçamento em uma planilha

Mas, como fazer para ter controle e anotação dos gastos? Existem diversas formas, como agendas, um caderninho. Ou, o que nós recomendamos, uma planilha.

Se você está pensando em como sair das dívidas, contar com um auxiliar eletrônico, como, por exemplo, uma planilha ou um aplicativo, irá ser um passo que vai te ajudar muito neste processo.

Através de uma planilha, você poderá ter um controle eletrônico de seus gastos, podendo fazer acompanhamentos semanais, mensais e anuais.

Assim, você irá tornar o controle financeiro uma prática comum e corriqueira em sua vida. E você não precisa ter um computador para isso. Hoje em dia, é possível criar e administrar esta planilha com o seu próprio celular.

Podendo anotar gastos menores quando estiver na rua logo após comprar aquele cafezinho, por exemplo.

  1. Faça um levantamento do valor total das dívidas

Para sair das dívidas e limpar o seu nome, um passo importante é conhecer o tamanho do problema que você irá enfrentar.

Sem conhecer o tamanho total das suas dívidas, você não conseguirá traçar estratégias para se reorganizar e pagar estas dívidas.

Por isso, analise qual o valor total de todas as suas dívidas. Considere os juros e qual o valor das parcelas que ainda devem ser pagas.

Com isso, você terá uma boa perspectiva de quanto deve e qual o valor da sua renda mensal estará comprometido, por conta destas dívidas.

  1. Procure renegociar suas dívidas

Para quem está pensando em como sair das dívidas, uma das formas de reduzir o bolo total daquilo que você deve, é renegociando os valores.

A maioria dos bancos e instituições financeiras que possuem credores, tem planos e ofertas para aqueles credores que buscam saldar os seus débitos.

A ideia é facilitar ao máximo a vida de quem está em busca de se reorganizar e quitar as suas dívidas. Por isso, não tenha medo de ir até ao banco ou instituição financeira, no qual você tem uma dívida, para renegociar os valores.

A maioria deles terá condições especiais para quem tem dívidas e quer, por exemplo, mudar os valores das parcelas mensais, para que elas encaixem no orçamento familiar. Além de descontos para pagamentos à vista.

  1. Dê prioridade para dívidas com juros maiores

Muitas das vezes, a bola de neve das dívidas é tão grande, que uma pessoa pode até ter dificuldades em encontrar e decidir quais são aquelas que devem ser priorizadas.

Se você está nesta situação, uma regra básica é: priorize as que tem as maiores taxas de juros. As dívidas com as maiores taxas de juros são aquelas que vão ficando maiores ao longo do tempo e, caso você não as pague em dia, ficará cada vez mais difícil se ver livre delas.

Por isso, se você estiver preso em muitas dívidas e se vendo obrigado a priorizar algumas delas, olhe primeiro para as com as taxas de juros mais altas.

Seja para renegociá-las ou para pagar as parcelas delas, antes das demais. Você irá evitar com que uma dívida de hoje, se torne um problema impagável de amanhã.

  1. Mapeie os gastos desnecessários

Lembra-se do primeiro e segundo passo, quando dissemos para você anotar e controlar todos os seus gastos? É aqui que este controle irá fazer toda a diferença.

Um dos passos mais importantes para quem está pensando em como sair das dívidas, é retomar o controle financeiro de sua vida.

Para isso, é preciso evitar aqueles gastos supérfluos e desnecessários. Que podem muito bem serem deixados para outro momento da vida financeira.

Mas, como saber quais gastos são estes, se você não acompanhar de perto todos os seus gastos?

Por isso, avalie com certa frequência (todo mês ou toda semana, por exemplo) quais foram os gastos realizados que poderiam ser evitados e passe a se policiar, para evita-los da próxima vez.

  1. Procure alternativas para ganhar uma renda extra

Uma boa dica do que você pode fazer para limpar o seu nome e zerar as suas dívidas é procurar rendas alternativas. Que vão além do seu salário ou outra fonte principal de renda que tiver.

Como sair das dívidas apenas com a renda atual, sem nada complementar, é um problema para muita gente, procurar uma renda extra vai fazer com que você tenha dinheiro para saldar suas dívidas e ainda para os gastos de casa e para o lazer.

Seja fazer trabalhos avulsos nas horas extras. Fazer pequenos doces ou salgadinhos para vender aos seus colegas de trabalho ou vizinhos, etc. São várias as opções para você ganhar aquele dinheiro a mais, todos os meses.

Afinal, é preciso sim se organizar para sair das dívidas. Porém, isso não precisa necessariamente comprometer a saúde financeira sua e de sua família.

  1. Crie bons hábitos financeiros

Sair das dívidas é um processo que pode ser difícil para muita gente. Por isso, é preciso que você faça esforços, para que a organização financeira se torne um hábito na sua vida.

Procure sempre analisar com cuidado as suas decisões de compra e planeje o seu orçamento, antes de entrar em um novo financiamento ou mesmo comprar algum produto a prazo.

Estes bons hábitos, além de ajudarem você a se livrar das dívidas de hoje, irão fazer com que a sua saúde financeira se mantenha por mais tempo. Evitando que uma nova bola de neve de dívidas no futuro.

  1. Planeje um fundo de emergência

Todos nós estamos sujeitos a emergências financeiras em nossas vidas. Seja o carro que estragou, algum vazamento na cozinha de casa ou mesmo alguma emergência médica.

Estas emergências irão ser gastos inesperados. E, se você não tiver um fundo de emergência, terá de recorrer a novos empréstimos. E nada pior para quem está pensando em como sair das dívidas ser forçado a fazer uma nova dívida.

Por isso, procure criar uma reserva financeira de emergência, para se precaver de momentos da vida onde será necessário fazer algum gasto não planejado.

Esta reserva pode até começar pequena e ir crescendo à medida do tempo e conforme a melhoria de sua saúde financeira.

O importante é tomar como hábito criar esta segurança para quaisquer problemas em sua vida.

  1. Invista seu dinheiro com inteligência

Investir uma parte de seu dinheiro todo mês é uma prática muito recomendada para a criação de uma vida financeira saudável.

E aqui, a dica não é válida apenas para quem não tem dívidas, mas também para quem está pensando em como sair das dívidas.

Depois de reorganizar as suas finanças e encaixar o pagamento das dívidas no seu orçamento mensal, procure deixar aquela “gordurinha” todo mês. Ela servirá para ser investida.

Este dinheiro pode ser investido em fundos de ações, títulos do Tesouro ou mesmo na poupança. O importante é sempre orientar as suas finanças para que todo mês algum dinheiro possa ser guardado.

  1. Evite parcelar suas compras

Evitar novas dívidas é um dos maiores desafios de quem está se organizando financeiramente e pensando em como sair das dívidas.

Uma das formas de evitar aumentar o bolo das dívidas é realizando compras à vista, evitando compras a prazo parceladas.

Além de conseguir descontos em muitas lojas ao comprar à vista, você ainda poderá criar um hábito de poupar, sempre que quiser comprar algo de valor mais alto.

  1. Não se desespere!

Um dos maiores desafios para qualquer pessoa, ao pensar em como sair das dívidas, é não se desesperar e tomar decisões impensadas e mal calculadas.

Por isso, se você estiver em meio a um bolo de dívidas, mantenha a calma e analise a situação.

Não é necessário fazer novas dívidas e nem sacrifícios enormes para se reorganizar financeiramente. Do mesmo modo, você também não pode simplesmente ignorar as dívidas e deixa-las para o futuro.

Procure organizar a sua vida financeira e a de sua família, antes de tudo. Assim, você poderá sair das dívidas com mais tranquilidade.

Conclusão

Se você está com o nome sujo e pensando em formas de como sair das dívidas, saiba que é plenamente possível se reorganizar financeiramente e quitar aquilo que deve.

É preciso analisar o estado atual das dívidas. Em seguida, analisar qual a melhor forma de encaixar o pagamento delas no seu orçamento e de sua família.

Além disso, evite novas dívidas e corte os gastos desnecessários. Assim, você criará um hábito de organização financeira em sua vida.

planejamento familiarPowered by Rock Convert
COMPARTILHAR