Independência financeira

Como ter independência financeira: Dicas para uma vida tranquila

A independência financeira é um termo utilizado para se referir a quem tem uma reserva monetária suficiente para não depender de um trabalho.

Muitos possuem a sensação de que conquistar a independência financeira é um sonho distante. Porém, com pequenas mudanças em seus hábitos, é possível fazer escolhas inteligentes que te levam mais rápido para esta conquista.

Confira com a gente o que é independência financeira e o que é preciso fazer para chegar lá. Você verá que não é difícil, basta ter consciência, organização e disciplina!

O que é a independência financeira? 

Ao contrário do que muitos pensam, ser financeiramente independente não significa depender da sua renda para viver.

Ser independente significa ter liberdade para escolher o que quiser. Em outras palavras, é viver de investimentos que são superiores as suas despesas mensais. Para conquistar isto, é essencial começar a ter uma boa organização financeira.

A partir do momento que você consegue criar uma boa reserva financeira, aplicados em investimentos que dão retorno real, é possível viver de maneira muito confortável.

Um exemplo de independência financeira é um casal que pode viver apenas dos seus rendimentos, sem precisar do salário, que será algo para aumentar o patrimônio. Esse fluxo de investimento deve ser constante. E quanto mais cedo a pessoa começar, melhor.

Os estágios da independência financeira

Se você deseja conquistar sua independência financeira, é preciso conhecer os estágios para chegar lá. Este conhecimento irá ajudar a identificar todas etapas para ser independente, que são:

Liberdade a curto prazo

O primeiro estágio é a liberdade a curto prazo. Isto significa, que você pode viver um período sem salário, que varia entre dois meses e até um ano.

Sendo assim, a liberdade a curto prazo pode ser entendida como uma reserva de emergência. Por isto, ele deve cobrir todas as suas despesas mensais por este período de tempo.

Mas, este é somente o primeiro estágio, que pode ser a grande motivação para você e sua família ir adiante.

Liberdade do emprego

Liberdade do emprego significa que se a sua fonte principal de renda faltar, você em uma segunda fonte, e assim poderá viver sem maiores dificuldades.

É um tipo de independência muito importante para famílias. Pois caso alguém resolva mudar de carreira ou a família ganhe um novo membro, essa reserva ajuda a manter a finanças tranquilas.

Independência das contas

De acordo com o Serasa, cerca de 61 milhões de brasileiros possuem alguma conta em atraso. E dívidas impedem que você alcance a independência financeira.

Ao ter independência das contas, você terá mais dinheiro para investir, e os juros altos cobrados pelas instituições financeiros serão eliminadas do seu orçamento.

Para evitar dívidas e conseguir investir na sua independência, pague suas contas em dia e a vista. E claro, tenha um padrão de vida que caiba no seu bolso.

Independência total

Este último estágio é onde você consegue viver somente com os rendimentos dos seus investimentos. Ou seja, o retorno deles supera os seus gastos mensais de forma tranquila.

Então, fica mais fácil investir em uma profissão que você queira, já que não precisa do emprego para viver.

Com essa liberdade, é mais fácil ir atrás e realizar os seus sonhos. Assim como investir e se dedicar ao seu próprio negócio. Para chegar nessa parte, é preciso ter boas estratégias e investir de forma consciente.

Como então conquistar sua independência financeira?

Você pode estar em qualquer estágio explicado acima. Ou pode nem ter começado a pensar em independência financeira ainda.

Não importa a sua situação, é possível começar a construir sua independência do zero ou melhorar seu estágio. E não é preciso ser rico para investir nisso, basta fazer escolhas financeiras inteligentes.

Quer começar a conquistar sua independência financeira? Veja nas dicas abaixo como construir seu caminho.

Fazer um planejamento financeiro detalhado

O primeiro passa para conquistar a independência financeira é fazer seu planejamento financeiro detalhado, com a ajuda de planilhas e aplicativos.

Não é algo que demanda muito tempo, ao contrário, basta 30 minutos do seu dia. O planejamento financeiro tem todos os detalhes de seus ganhos e gastos.

Deve conter todas as entradas e saídas de dinheiro, inclusive aquele cafezinho que você tomou no meio da tarde.

A partir disto, é possível fazer uma análise do seu orçamento para começar a investir. Com isso, você saberá o que pode ser cortado e o que pode ser economizado.

Com pequenas mudanças no seu dia a dia, já é possível fazer boas economias e ter mais dinheiro para construir sua independência financeira. Com o tempo, isto será um hábito para você.

Entenda onde está o seu dinheiro

Agora que você já tem a análise orçamentária pronta, é hora de colocar a mão na massa e ver para onde está indo o seu dinheiro. Para saber se você está gastando muito em determinada categoria, vale seguir a regra do 50-15-35.

Nessa regra, 50% está indo para gastos básicos, como moradia, alimentação e educação. 15% são para prioridades financeiras, como pagar dívidas.

Os 35% restantes são destinados para momentos de prazer como viagens, compras e passeios, que podem ser dispensados em caso de uma necessidade.

Entender onde está seu dinheiro não significa passar necessidade nem tirar momentos de prazer para economizar. Apenas para te guiar e você entender onde pode economizar.

Crie um teto de gastos

O impulso e a falta de controle dos gastos é um dos motivos que mais impedem uma pessoa de conquistar sua independência financeira.

Ao começar fazer seu planejamento financeiro, é essencial criar um limite de gastos para todas as áreas, principalmente para custos eventuais, como presentes em datas comemorativas.

Ao definir este teto, você terá mais dinheiro disponível para ser investido. É importante perceber que não é necessário abrir mão de momentos de lazer nem alterar muito seu padrão de vida, apenas agir de forma consciente.

Pessoas que sabem organizar e investir se dinheiro tem maiores chances de construir um bom patrimônio para o futuro. Incluindo comprar sua casa própria e viver somente de rendimentos investidos.

Crie metas mensais

Agora já é hora de sonhar e criar metas. Essa meta precisa ser o seu objetivo, e pode começar com algo menor, como ter uma reserva de emergência para cobrir seis meses de despesas.

Ter um objetivo e ir crescendo ele ao longo do tempo é essencial para não perder a motivação de ir atrás da sua independência financeira.

Mas é preciso ser uma meta específica, não algo como “ficar rico”. Objetivos genéricos não ajudam na motivação, por isso, dê nome e definição do seu objetivo.

Organize-se para poupar

Após a definição do objetivo, é hora de poupar seu dinheiro. Especialistas na área recomendam que, pelo menos 10% dos seus ganhos mensais sejam poupados. O ideal é 30%.

Mas, você só conseguirá poupar dinheiro se organizar suas contas e ter disciplina. Não espere ter dinheiro sobrando na conta. Assim que estiver com seus ganhos, transfira imediatamente para a aplicação escolhida.

Crie uma reserva de emergência

Para alcançar a independência financeira, é essencial ter uma reserva de emergência. Afinal, ela é um dos estágios deste processo.

E pelo menos 52% dos brasileiros não possuem uma reserva guardada, que pode salvar em caso de eventualidades. Estes brasileiros não gostam de planejar e preferem agir depois que algo tenha acontecido.

Então, é possível notar que mais da metade da população possui este pensamento atrasado, que os deixa mais longe da liberdade financeira.

Se você não quer fazer parte desta estatística, é essencial começar a construir sua reserva de emergência, que será a base para conquistar a independência ao longo dos anos.

Comece a colocar seu plano em prática

Traçou os seus objetivos? É hora de colocar seu plano em prática. Para conseguir atingir sua meta, é essencial ter um plano financeiro em conjunto.

Por exemplo, o primeiro passo a ser dado pode ser optar por fugir das pequenas parcelas do cartão e pagar suas compras à vista. Pode parecer algo difícil, mas irá ajudar e muito no controle das compras por impulso.

Outra dica é incorporar a sua rotina o hábito de comparar preços. Isso irá gerar uma bela economia no final do mês. Vários aplicativos já fazem essa comparação, basta coloca-los de forma constante na sua vida.

Procure investir seu dinheiro

Um dos estágios da independência financeira é viver somente dos rendimentos investidos. Por isso, é essencial escolher os melhores investimentos para o seu dinheiro.

Ao investir, você terá uma gama enorme de opções, tanto em renda fixa quanto em renda variável. Uma boa dica é diversificar os investimentos, assim, você terá ganhos vindo de várias fontes diferentes.

Um investimento rentável e bastante conhecido nos dias de hoje é o tesouro direto. Assim como as LCIs e LCAs, que são isentas de imposto de renda.

Você precisa estudar e conhecer mais sobre investimentos para entender como chegar a sua independência financeira.

Reinvista a rentabilidade

Investir é muito importante, porém, é preciso trabalhar para que o “bolo” do investimento cresça ainda mais. Por isso, uma das melhores maneiras de ver o seu investimento crescendo, é reinvestindo a rentabilidade dele.

Vamos supor, por exemplo, que você investiu R$ 1.000 em um investimento que irá lhe dar um retorno de 1% ao mês.

Por mês, você irá ter o retorno de R$ 10. Pode não parecer muito, mas se estes R$ 10 forem reinvestidos com os R$ 1 mil iniciais, nos mês seguinte, o rendimento de 1% será sobre R$ 1.010 e assim por diante.

Reinvestindo a rentabilidade do seu investimento, você fará com que eles funcionem na lógica matemática de juros compostos. Fazendo com que o investimento vá muito além do que você aplicou inicialmente.

Pense na independência financeira a longo prazo

Quando se trata de independência financeiro, não é algo que você conquista para um ano ou dois da sua vida. Mas sim, algo que será para longo prazo. Por isso, ao construir o seu plano de independência financeira, não pense apenas no dia de amanhã, mas também no meses, anos e décadas pela frente.

Considere no seu planejamento de independência financeira, o que você deverá fazer hoje, para que possa ter tranquilidade financeira nos anos futuros, quando estiver perto da aposentadoria, por exemplo.

Assim, irá construir uma verdadeira qualidade de vida financeira duradoura e sustentável para você.

Aprenda a calcular sua independência financeira

Quanto dinheiro você precisará ter, para alcançar a sua independência financeira?

Esta é uma pergunta importante, que você deverá responder ao montar o seu planejamento. Avalie quais serão as despesas que irão permanecer nos anos seguintes.

Por exemplo, gastos com a sua casa, com a sua saúde, de sua família, educação dos filhos, entre outros.

Com estes números em mãos, você saberá exatamente o que precisa fazer hoje, para garantir a vida financeira tranquila de amanhã.

Conclusão

Conquistar a independência financeira é o sonho de muitos brasileiros. Poder se ver livre do aperto financeiro de todos os meses, tendo liberdade para fazer o que gosta, é algo com o qual muitos sonham e que, até mesmo, parece impossível para tanto outros.

Mas, conquistar a sua independência financeira é um sonho plenamente possível de se alcançar!

Para isso, é preciso ter metas estabelecidas e um plano de curto, médio e longo prazo. Afinal, você não quer ter dinheiro apenas para o dia de amanhã, mas também para os anos pela frente, que você ainda vai viver.

dicas sobre finançasPowered by Rock Convert
COMPARTILHAR